Iniciativas
Sustentáveis

curso-legislacao-ambiental-1

Hortas Urbanas

Que tal fazer de espaços ociosos hortas urbanas sustentáveis?


As hortas urbanas são uma contribuição às grandes cidades, pois além de promoverem a saúde, também ajudam a cuidar da natureza.


Elas podem ser cultivadas em espaços comunitários como praças, terrenos abandonados ou dentro de uma casa, apartamento ou em parte de um condomínio.


As hortas urbanas diminuem o consumo de agrotóxicos e contribuem com o meio ambiente e pode até se tornar uma fonte de renda.


Para ter uma horta não é preciso estar em uma propriedade rural, ao contrário. Todo pedaço de terra ocioso pode virar uma horta. Pequeno, médio ou grande, na horizontal ou na vertical, não importa, terra é terra!


Ter uma horta urbana é mais fácil do que você imagina!


Você pode utilizar garrafas pet, embalagens Tetrapack, canos de PVC, blocos de concreto, latas usadas, vasos, baldes, engradados. Use a sua criatividade!

Quais as vantagens e benefícios das hortas urbanas?

Como fazer um projeto de horta comunitária urbana?

Cada projeto de horta urbana comunitária terá um propósito diferente, consequentemente, características diferentes.

As hortas urbanas podem ser cultivadas por pessoas de uma mesma comunidade, por vizinhos ou por cooperativas de produção sustentável.


Os alimentos produzidos poderão ser consumidos pelas pessoas responsáveis pela horta ou poderão ser comercializados para geração de renda.


O que posso cultivar na horta urbana?


Podem ser cultivadas hortaliças, leguminosas, frutas e até mesmo a produção de mudas ou plantas medicinais.


De certo, é importante que todos tenham clareza do objetivo da horta urbana comunitária para participar ativamente e sentir motivado com o senso de união preservação do meio ambiente.

Alimentos para replantar

Por que não plantar as raízes dos alimentos que compramos no mercado e na feira?

 

Antes de jogar os restos de comida no lixo, descubra o que você pode replantar na sua casa.


Replantar alimentos não só gera economia e saúde, mas também, diminui a quantidade de lixo, ajudando na preservação do meio ambiente.


A maioria dos alimentos que compramos na feira e no supermercado podem ser replantados em pequenos espaços na cozinha de casa, na varanda ou em um cantinho do quintal. Basta apenas terra úmida, restos de alimentos e um copo de água!


Portanto, é possível plantar sem utilizar semente!


Os vegetais, por exemplo, são fáceis de cultivar. Já pensou em ter um vaso cheio de temperos como salsinha, cebolinha, coentro, manjericão, alho ou colher um pesinho de alface fresquinho na janela da sua cozinha?

O Legislação Ambiental Para Todos, além de capacitar as pessoas a compreender melhor a Legislação Ambiental, também presa por divulgar as boas iniciativas ambientais para mostrar que qualquer pessoa pode ajudar o meio ambiente, basta querer!
Dicas de alimentos que podem ser replantados na sua casa
  • Cebolinha

    Quando for usar a cebolinha, separe toda a parte branca e mais um pedacinho da parte verde. Coloque dentro de um copo com água, cobrindo a parte branca. Deixe em um lugar que bata sol e não se esqueça de trocar a água todos os dias.

  • Manjericão

    Separe três hastes e corte-as no tamanho entre 10 a 15 cm. Retire as folhas e as flores da parte de baixo, deixando apenas algumas folhinhas na parte superior. Coloque em um copo de vidro com água até a metade e deixe num lugar ensolarado. Troque a água de 2 em 2 dias e quando perceber que as raízes cresceram uns 2 cm, transfira para um vaso de tamanho médio, pois o manjericão gosta de espaço.

  • Alecrim

    O procedimento é o mesmo do manjericão. Separe algumas hastes do alecrim e corte-as no tamanho entre 10 a 15 cm. Retire as folhas da parte de baixo, deixando apenas algumas na parte superior. Coloque em um copo de vidro com água até a metade e deixe em um lugar ensolarado, trocando a água de 2 em 2 dias. Quando as raízes estiverem com o tamanho de 2 cm, replante em um vaso e deixe em um lugar onde bata bastante sol.

  • Alface romana

    Em uma vasilha com água, coloque o talo do alface, aquela parte que sempre jogamos fora. Troque a água constantemente. Não vai nascer um alface grande, mas, você poderá comer algumas folhinhas do seu alfacinho direito da sua horta caseira.

  • Cenoura

    Aqui, vamos aproveitar as folhinhas, que são super nutritivas e podem ser utilizadas em vários pratos como saladas e sopas. Usaremos exatamente aquela parte da cabeça da cenoura que todos jogam fora. Corte várias cabeças de cenoura no tamanho de uns 3 cm e coloque-as em uma vasilha com água pela metade. Em 15 dias elas começarão a brotar.

  • Alho

    Igual a cenoura, vamos aproveitar as folhinhas do bulbo do alho. Em um recipiente de vidro com água, coloque os dentes de alho e utilize somente as extremidades dos brotos para temperar batatas, guacamole, húmus ou qualquer tipo de salada.